A Black Friday está chegando e uma data tão forte do comércio tem impacto em tudo, até na sua publicidade em OOH. Por isso, vem com a gente entender algumas das tendências que podem guiar a sua campanha de marketing e te ajudar a vender mais nessa Black Friday 2020.

Compras online: o que já funcionava bem vai decolar

Se existe um lugar mais seguro durante a pandemia do coronavírus, esse lugar é a nossa casa. Por isso, as compras online têm tudo para ganhar um destaque extra na Black Friday 2020, como uma tentativa de evitar os shoppings lotados e longas filas nas lojas.

E esse não é um palpite que estamos dando no escuro! A própria Associação Brasileira de Comércio Eletrônico fez um levantamento, junto com a Ebit/Nielsen, e chegou na mesma conclusão: a pandemia vai trazer aumento de vendas online na Black Friday 2020 e o país vai quebrar recordes novamente.

As previsões para 2020

Em um estudo da ABComm com a Neotrust-Compre&Confie, a previsão é de nada menos do que 77% de aumento em vendas online para a Black Friday 2020. Já no levantamento feito pela Ebit/Nielsen, o crescimento previsto seria de 27%. Seja qual for a estimativa, o comércio online vai crescer e se fortalecer durante a Black Friday deste ano.

Como principais fatores causadores dessa subida meteórica nas vendas online, os estudos apontam para a chegada de novos consumidores ao comércio eletrônico no primeiro semestre do ano (durante o início da pandemia) e o fato de muitos trabalhadores ainda estarem em regime de home-office. Com isso, passam mais horas conectados e expostos a ofertas online.

A tendência que vem se confirmando

E não pense que o mercado do varejo ou o consumidor não estão acostumados com isso! No texto sobre 4 ideias para a sua campanha de Black Friday com o OOH da Mobees, já falamos sobre os números impressionantes que o comércio online alcançou nessa mesma data em 2019. 

Só para relembrar rapidinho, foram mais de 3,2 bilhões de reais vendidos pela internet na Black Friday 2019, um aumento de 23% em relação a 2018. Cada consumidor gastou em média R$602 e 418 mil pessoas compraram online pela primeira vez nesse momento do ano passado.

Somando os novatos e os que já estão acostumados aos carrinhos digitais, nada menos que 2,85 milhões de brasileiros fizeram compras através de uma tela na Black Friday 2019, sendo que 55% deles optaram pelo mobile.

Por isso, fica aqui a nossa dica: pense em formas de converter a sua audiência da campanha de OOH para o digital. Sorte que a gente já ensinou também como fazer isso por aqui, não é? Corre lá para ler!

Um consumidor que ganhou novos objetos de desejo

O tempo extra que passamos em casa por conta da pandemia também causou um outro efeito: coisas para as quais não dávamos tanta atenção e usávamos pouco ganharam muita relevância.

Quer alguns exemplos? O pijama e as roupas de ficar em casa se tornaram nossos companheiros de todo dia, então passamos a valorizar ainda mais o conforto dessas peças. A cadeira usada para trabalhar de casa começou a incomodar as nossas costas, o que fez a gente considerar pagar um pouco mais em uma que ajude a corrigir a postura.

E como estávamos passando mais horas por dia em casa, começamos também a reparar mais nos detalhes desse ambiente e a desenvolver novos hobbies. Com isso, teve gente desejando aquela roupa de cama com cara de hotel e teve gente arregaçando as mangas para aprender a fazer pães, bolos e todo tipo de receita.

Com isso, a Black Friday, que é tradicionalmente uma data muito focada no comércio de eletrônicos, pode acabar surpreendendo pela venda de objetos que, até então, não eram a primeira escolha de ninguém. No carrinho de compras do brasileiro em 2020 podem acabar aparecendo jogos de lençóis, pijamas charmosos, objetivos de decoração e utensílios de cozinha, por exemplo.

Agora, se é para falar de eletrônicos, vale apostar nos fones de ouvido como um bestseller para as videoconferências do trabalho e nos videogames, porque ninguém é obrigado a ficar em casa sem entretenimento.

O frete como a estrela do show

Vamos ser sinceros? Na Black Friday, muitas empresas concorrentes acabam vendendo produtos bem semelhantes por valores muito próximos também. E isso não vale só para eletrônicos, é uma situação que acontece até no ramo da alimentação!

Mas sabe quem tem o potencial para definir se o cliente compra ou não, especialmente em um ano comandado pelo comércio online? Acertou: o frete! Afinal, o consumidor quer fazer os seus pedidos de casa, mas sem ter que pagar muito a mais pela comodidade.

Porém, é comum os consumidores se depararem com fretes muito altos, que diminuem a sensação de economia com o produto. Além disso, tem empresas que não conseguem entregar os produtos em prazos aceitáveis por conta da alta procura da Black Friday e, com isso, deixam os clientes em potencial frustrados com a possibilidade de esperar 30 dias por uma entrega.

Por isso, se o frete da sua empresa entrega a comida na cidade toda, se a televisão chega dias depois na casa do cliente ou se comprando acima de X reais a entrega é grátis, talvez essa seja uma mensagem poderosa para trabalhar na sua campanha de OOH para a Black Friday. Afinal, a gente precisa jogar com os nossos pontos fortes, não é mesmo?

E se você está pronto para botar o seu bloco na rua para a Black Friday 2020, vem conhecer o que a plataforma da Mobees consegue oferecer de inovação para a sua campanha de marketing!

As nossas telinhas móveis levam a sua publicidade a qualquer canto da cidade, atingindo mais gente e encontrando o seu público-alvo onde ele estiver. Além, disso, você recebe os resultados dos seus anúncios publicitários em tempo real e pode reorganizar o seu orçamento da campanha como preferir, para alcançar sempre os melhores resultados.

E sabe o que mais? Essas são só algumas das vantagens da Mobees em relação a um OOH tradicional! Então, já sabe: esperamos você para um bate-papo sobre o seu negócio nessa Black Friday.