A mídia OOH está crescendo no Brasil e ganhando parcelas maiores do orçamento dos anunciantes. Muito desse desenvolvimento se deve à modernização dos acervos, que estão progressivamente se tornando mais digitais, inteligentes, programáticos e até interativos.

Mas, apesar do OOH de ser um canal relevante para a estratégia de marketing das empresas, a realidade é que nem toda marca consegue veicular seus anúncios publicitários nesses canais.

Quer saber por quê? No artigo de hoje a gente explica a participação das marcas no mercado brasileiro de OOH e como a Mobees ajuda a tornar esse cenário mais democrático para as pequenas e médias empresas. Acompanhe!

Um panorama do OOH no Brasil

Os números de veiculação de anúncios publicitários em OOH no Brasil impressionam: em 2018, foram 6151 anunciantes, divulgando ações de 7658 marcas diferentes. E, acredite se quiser, 4018 dessas marcas começaram a anunciar nesse canal há menos de 2 anos!

Esse mercado está ganhando destaque até mesmo entre as gigantes digitais: empresas como Google, Uber, Netflix, 99 e iFood vêm aumentando os seus investimentos e dedicando uma porção maior da sua estratégia de marketing ao OOH.

Com isso, em 2019, o mobiliário urbano só ficou atrás dos canais de TV quando o assunto é investimento de mídia. Entre os maiores anunciantes brasileiros, você encontra marcas como Unilever, Ambev, Caixa, Claro e Telefônica.

E não pense que essa é uma tendência apenas no Brasil! Nos EUA, a lista dos anunciantes de peso do OOH conta com nomes como Apple, Mc Donald’s, Amazon, Chevrolet e Coca-Cola.

Você vê uma semelhança entre elas? Sim, são todas empresas enormes!

Por que o OOH é dominado por anúncios publicitários de grandes marcas?

Ok, mas se divulgar produtos e serviços em mídia exterior pode ser tão positivo para a uma estratégia de marketing, por que as marcas menores não apostam neles também?

Existem diversas características do OOH tradicional que faz com que ele seja uma aposta difícil para os anúncios publicitários de marcas menores. Confira alguns deles.

OOH é caro

Vamos tirar o elefante da sala? A verdade é que por melhor que seja para as estratégias de marketing, mídia exterior é um produto caro.

Colocar um outdoor na rua ou fazer os seus anúncios publicitários serem veiculados em pontos de ônibus, por exemplo, está fora da capacidade de investimento de muitas marcas menores, que dispõem de um orçamento limitado para se fazerem vistas.

O mínimo já é muito!

Um dos fatores que mais impacta na conta final do preço de uma campanha de marketing baseada em OOH é o tempo de veiculação. O cálculo é proporcional: quanto mais tempo os seus anúncios publicitários ocuparem do mobiliário urbano, mais caro fica o aluguel desse espaço.

Porém, quando o assunto é mídia exterior, o aluguel do mobiliário urbano geralmente exige um prazo mínimo que de veiculação não é tão mínimo assim - o que acaba por tornar essa conta muito cara de início.

O resultado disso é que os pequenos anunciantes ficam para escanteio e apenas as marcas com verbas grandes o suficiente para pagar por esses valores mínimos conseguem posicionar seus anúncios publicitários no OOH.

O acervo do mobiliário urbano é escasso

Ampliar o mobiliário urbano de OOH não é uma tarefa simples. Para posicionar um novo outdoor, é preciso, por exemplo, de autorizações seguir critérios rígidos, estabelecidos pelas prefeituras de cada cidade.

Essa escassez traz duas consequências principais: a primeira e mais óbvia é o aumento do preço para posicionar anúncios publicitários na mídia exterior. O segundo é o acirramento da briga por esses espaços.

Porém, existem anunciantes com estratégias de marketing agressivas e verbas quase ilimitadas, que propõem contratos de uso do mobiliário urbano por valores altos, com aluguéis frequentes e praticamente esgotando o acervo dos grandes locatários do mercado.

Com isso, as pequenas e médias marcas são empurradas para fora da competição por espaço publicitário no OOH ou ficam apenas com os modelos de exibição menos eficientes.

O acesso ao OOH é burocrático e pouco ágil

Nas pequenas e médias empresas, é comum que as equipes de comunicação sejam enxutas. Ou seja, cada funcionário precisa cuidar de diversos canais de divulgação e pensar em várias estratégias de marketing ao mesmo tempo.

Porém, para os processos para veicular anúncios publicitários em outdoor e outros tipos de acervo de OOH são burocráticos e demorados. Então, é comum que uma mesma campanha leve semanas sendo negociadas até que possa ir para as ruas.

Sabe o que acontece nesse cenário? As equipes de comunicação das empresas pequenas e médias não conseguem trabalhar com uma antecedência tão grande e, quando orçam a veiculação em OOH, descobrem que não conseguirão expôr seus lançamentos de produto ou promoções no prazo necessário para suas campanhas de marketing por conta da burocracia. É nesse momento que, infelizmente, elas desistem. 

A importância das marcas pequenas e médias: como elas impactam a vida urbana

Se formos falar em números, segundo dados de um estudo recente do Sebrae com a Fundação Getúlio Vargas, apenas as micro e pequenas empresas já eram responsáveis em 2017 pela geração de 30% do PIB brasileiro. E não é só isso: elas também geravam de mais de metade dos empregos formais do país.

Mas a gente sabe que a influência das pequenas e médias empresas no dia a dia das cidades não para por aí.

As pequenas e médias empresas alimentam a economia local (afinal, toda empresa precisa de fornecedores e parceiros comerciais), fomentam o turismo (pensa nas startups de aluguel de bicicleta ou de walking tours, por exemplo) e movimentam a vida urbana (como nos festivais de comida de rua ou nos eventos de música).

Por fim, e também uma das suas características mais interessantes, esses negócios agregam culturalmente: eles constroem o estilo de vida que vai definir como uma cidade é percebida tanto pelos seus habitantes, quanto pelos visitantes. Nada mal, não é?

A relação da Mobees com as marcas pequenas e médias

A urbanidade é um dos valores da Mobees: a gente quer ajudar a construir cidades mais gostosas de se viver e que ofereçam mais qualidade de vida aos seus cidadãos. E, para isso, a gente não pode deixar as marcas menores de fora do mercado de OOH!

Os benefícios da Mobees para marcas pequenas e médias

Tabela de preços diferenciada

A Mobees dá acesso para as pequenas e médias empresas ao mundo do OOH: a gente pratica uma tabela de preços reduzida em relação ao mercado, o que permite que anunciantes menores consigam veicular anúncios publicitários, mesmo com verbas mais restritas.

Compatibilidade com todo tipo de orçamento

A Mobees é digital. Isso significa que você consegue mensurar com uma maior precisão para onde está indo o investimento do seu dinheiro.

Se a verba está curta, é possível definir quantas pessoas você consegue impactar com a o orçamento disponível e distribuir esses impactos entre os bairros que têm maior afinidade com o seu público-alvo, por exemplo.

Ou seja, a nossa tecnologia te ajuda a gerir melhor o orçamento da sua estratégia de marketing, seja ele do tamanho que for, e garante a sua presença no OOH.

Personalização máxima!

Sabe o que também é uma possibilidade do OOH da Mobees? Customizar a exibição dos anúncios para acompanhar o comportamento do seu público-alvo. 

Dá para restringir a veiculação apenas para horários em que o seu público costuma estar nas ruas, por exemplo. Dá também para exibir seus anúncios publicitários apenas nos locais em que o seu público costuma circular. 

Outra opção interessante é a criação de campanhas de curta duração. Se a sua marca vai fazer uma ação de Dia das Mães que vai durar uma semana, por exemplo, ela pode ser divulgada no nosso OOH apenas durante os dias que forem relevantes para a sua estratégia de marketing.

Ou seja, os diferenciais da Mobees entregam campanhas de OOH que são eficientes para a sua empresa e que cabem no seu bolso, seja ele do tamanho que for! 

Acelerando negócios de pequenas e médias empresas no pós-coronavírus

A gente sabe como a paralisação dos negócios por conta da epidemia do coronavírus foi prejudicial para a receita de muitas das pequenas e médias empresas. Por isso, a Mobees resolveu arregaçar as mangas e dar aquele empurrãozinho para que os pequenos negócios consigam voltar ao mercado com tudo!

Para o nosso lançamento, após a crise do coronavírus, a Mobees se uniu em uma parceria com o SindRio: agora, os bares e restaurantes associados a essa instituição terão um espaço gratuito para veicular seus anúncios publicitários na nossa plataforma de OOH, divulgando a retomada de seus negócios. 

Juntos, a gente atravessa os tempos incertos e vai mais longe!